3.b.2. Energia potencial gravitacional

Energia potencial gravitacional de uma massa m num ponto do espaço é o trabalho que realiza o campo gravitacional para deslocar a massa m do referido ponto até ao infinito. Segundo a definição, a energia potencial é sempre negativa e o seu máximo é sempre zero. Isto não ajuda muito a mente a pensar.

Alguma razão tem que existir para recorrer a essa formalização da energia potencial gravitacional. Suponho que será porque não se sabe o valor máximo, mínimo ou algo parecido, em qualquer caso, se deve aceitar que sempre deve ser sempre positiva.

Os diferentes tipos de energia e seus relacionamentos oferecem as chaves da verdadeira natureza da gravidade.

Nos apartados da Lei de Gravitação Universal de Newton e da Lei da Gravidade Global explicaram-se as duas componentes da atractis causa.

Se o que se procura é uma abordagem mais convencional do conceito e definição da energia potencial, recomenda-se visitar a página da Wikipédia.

Quando não se sabe com certeza alguma coisa, procuram-se soluções para poder avançar. A existência de energias negativas, ainda que seja convencionalmente, é um bom exemplo do que não se deve fazer, pois produz-se um conflito nas referências básicas do cérebro no momento de estruturar certos conceitos.

A energia mecânica define-se como a soma da energia cinética e da energia potencial gravitacional de corpos com massa num campo de gravidade.

Aqui existe um problema terminológico visto que primeiro ensina-se que Ep = mgh e depois Ep = -GMm/r que são quase equivalentes para o cálculo de diferenças de energias de variações de altura; mas muda-se a origem das energias e, portanto, o conceito muda radicalmente e aparece o sinal negativo anteriormente comentado.

Assim, pode-se ir compreendendo a dificuldade de entender qualquer teoria que fale da gravidade.

Energia potencial
Tour Montparnasse
Tour Montparnasse - Paris

De qualquer forma, com magnitudes negativas ou sem elas, devido às mudanças nas propriedades físicas dos objetos com as variações na intensidade do campo de gravidade ou da velocidade relativa em relação ao referido campo, a energia gravitacional configura-se como outra manifestação complexa da energia elástica.

Como dizia na página sobre a energia mecânica, esta continua a ser um conceito válido como soma da energia cinética e da energia potencial gravitacional, mas com as seguintes precisões:

  • O aumento da massa com a velocidade, já referida pela Teoria da Relatividade de Einstein e o consequente aumento da força de gravidade sobre o referido aumento faz com que a energia cinética aumente mais que o caso da Física Clássica de Newton.

  • O aumento da força de gravidade com a velocidade, independentemente do aumento do ponto anterior, explicado pela segunda componente da atractis causa ou efeito Merlin, provoca um aumento adicional da energia cinética e, por conseguinte, da energia potencial gravitacional.

    Este ajustamento também é realizado pela Teoria da Relatividade de Einstein, mas em vez de modificar a energia potencial gravitacional o que faz é contrair ou expandir o espaço para cada massa em particular.

No apartado sobre Física do movimento em gravidade do livro da Física e Dinâmica Global estuda-se o mecanismo reticular da energia cinética que provoca o movimento dos corpos com massa no meio suporte do éter global, gravitacional ou cinético, tanto com simetria total como com a simetria radial típica da gravidade.