M O L W I C K
 

María José T. Molina

Teoria da Equivalência Global

A LEI DA GRAVIDADE GLOBAL

Interação e campo gravitacional

Propriedades da interação e do campo gravitacional. Lei gravitacional de equivalência da nova teoria. A força da gravidade e outros processos gravitacionais.

2.b) Lei Gravitacional de Equivalência

2.b.1. Interação e campo gravitacional

O conceito de gravitação na Física Clássica é um conceito estranho. Como não se conhece o que é a gravidade recorre-se ao truque da definição de um campo gravitacional com propriedades particulares, que não são outra coisa do que os efeitos visíveis da força gravitacional ou outros processos gravitacionais.

O referido modelo gravitacional é útil, mas não há que esquecer que se trata de um artifício provisório, até que se conheça a verdadeira natureza da gravidade e a origem dos efeitos dos processos gravitacionais.

Por outro lado, a ciência está chegando a um desenvolvimento tal que começa a aproximar-se da descoberta da natureza da interação e campo gravitacional e a poder criar um modelo da força e do campo gravitacional minimamente consistente como alternativa ao modelo da Teoria da Relatividade de Einstein, que é muito mais estranho do que o da Física Clássica.

Um conceito de interação e campo gravitacional mais completo tem que ter em conta a equivalência gravidade-energia-massa, um termo bastante impreciso mas muito descritivo.

De qualquer forma, o campo gravitacional não pode ser um conjunto de pontos no espaço com propriedades atribuídas por um Ser Divino ou partículas que surgem do Divino Nada pelo Princípio da Incerteza ou Princípio de Indeterminação de Heisenberg, pelo menos de um ponto de vista científico. Já tinha sido mencionado por Newton ao assinalar que não gostava das forças a distância curta quando formulou a Lei da Gravitação Universal.

Tanto o Princípio de Conservação da energia como o Princípio de Conservação Global incidem sobre o mesmo tema do ponto de vista da filosofia; ou seja, que as coisas nem aparecem nem desaparecem. É indiferente se falamos de processos da matéria, massa, energia eletromagnética ou da energia do campo gravitacional.

A esse elemento comum da matéria como realidade física que permanece em todos os seus estados de agregação, massa, ondina e globina ou que é o elemento subjacente das propriedades dos mesmos, como a energia eletromagnética ou a energia nuclear fraca e forte, e que não pode ser abstrato é o que se denominou Globus.

Simetria radial gravidade  Simetria radial gravidade

Alguma semelhança existe com a Teoria de Cordas em relação a partículas diminutas que faz o resto das partículas elementares atuais; mas, lamento dizê-lo tão diretamente, a existência de mais de três dimensões espaciais físicas soa-me a música celestial. Talvez seja uma limitação da linguagem ou vontade de confundir o pessoal. Outra diferença é que a Teoria da Equivalência Global é uma teoria alternativa à Teoria da Relatividade Geral de Einstein, pois longe de integrá-la o que faz é evidenciar a sua quase total incorreção.

A nova teoria da gravitação trata de mudar ou ajudar a mudar o paradigma atual da realidade física nos seus aspectos fundamentais das relações da energia e da massa com a interação do campo gravitacional e suas forças; em particular propondo uma nova Lei Gravitacional de Equivalência com uma teoria alternativa à relatividade do tempo de Einstein (explicando o alcance e significado preciso da equivalência energia-massa) e eliminado certa relaxação filosófico-quântica que se apoderou do método científico durante o século passado (não só na Física Moderna).

  • Lei Gravitacional de Equivalência.

    A Teoria da Equivalência Global apoia-se no Princípio de Conservação Global, na sua equação fundamental ou Lei Gravitacional de Equivalência e nalguns postulados filosóficos como os seguintes:

    • A realidade física não depende do observador, só a sua percepção e a sua descrição.

    • O tempo é relativo do ponto de vista subjetivo da vida, mas este aspecto é irrelevante no âmbito da física objetiva ou convencional.

    • Uma teoria científica é boa se é útil, mas é muito melhor se, uma vez entendida, também tem sentido comum.

      Foi tão grave o problema colocado pela Teoria da Relatividade de Einstein que se necessitou mudar a própria filosofia do método científico. Desde as reflexões do famoso Círculo de Viena vale tudo em ciência, é indiferente se é razoável ou não, é suficiente que seja útil e se confirme com experiências. Por exemplo, um objeto pode ser várias coisas ao mesmo tempo em função de quem o observa ou estar em dois sítios diferentes ao mesmo tempo...

      Ainda que pertençam à filosofia da ciência, estes postulados são transcendentes porque é necessário reconduzir alguns aspectos da filosofia atual a posições menos utilitaristas, próprias da tecnologia, e mais lógicas, próprias da ciência.

    No livro em linha da Mecânica Global inclui-se um apartado sobre os princípios físicos e o caráter científico e inovador da mesma.

    No livro online sobre o Método Científico Global dedicou-se um apartado ao método de investigação científica na Física Moderna.

    A Teoria da Equivalência Global (TEG) é, pela sua origem, uma teoria científica; mas não pretende entrar em detalhes técnicos excessivamente matemáticos, especialmente os derivados dos últimos avanços tecnológicos e as mais que ousadas explicações que se dão por vezes.

    Teoria da Equivalência Global

    Basta assinalar que este livro online sobre o novo conceito de campo gravitacional e a Dinâmica Global pertenciam ao último título do livro da Equação do Amor e que o referido título, na primeira edição de Novembro de 2003, se denominava Rumo a uma nova teoria, porque a TEG não tinha nome nem conteúdo delimitado e a Lei Gravitacional de Equivalência encontrava-se sob a forma da Adivinha da gravidade.

    A equação fundamental da Teoria da Equivalência Global é a Lei Gravitacional de Equivalência. Trata-se de uma fórmula ou equação que nos relaciona as constantes básicas da física com a atração gravitacional na superfície da Terra ou variável física mais comum, ou seja:

    Lei Gravitacional de Equivalência

    g = [ c² * h * R / G ] * n

    Todas as constantes são conhecidas menos nd, que é uma variável de normalização dimensional com valor unitário. Na realidade as magnitudes de nd indicam-nos que as outras variáveis não estão corretamente dimensionadas uma vez que não reúnem os efeitos físicos de dependência real, ao não estarem contemplados explicitamente os efeitos de alguns processos gravitacionais e da velocidade da massa e da energia.

    Comentários adicionais sobre a equação fundamental da TEG ou Lei Gravitacional de Equivalência encontram-se no apartado de Experiências de energia deste mesmo livro online ao falar da Experiência Giga-chron.

    G * g = c² * h * RH * nd

    Esta equação da interação gravitacional deveria ajudar à correta configuração das magnitudes físicas e das suas verdadeiras inter-relações. Em particular, a relação existente entre a intensidade da força gravitacional ou do campo gravitacional e a velocidade da luz ou energia eletromagnética.

    Também no livro online de Experiências de Física se dedica um apartado a esta relação entre as constantes físicas, incluindo a Constante de Gravitação Universal e a variável força de atração do campo gravitacional por unidade de massa *g* para o caso concreto da superfície da Terra. O que, por sua vez, nos conduz a outra apresentação ou formulação da mesma Lei Gravitacional de Equivalência.

    g = [ E c /G ] * nd

    Que nos demonstra a relação de equivalência quantitativa entre intensidade do campo gravitacional, velocidade da luz e a energia eletromagnética gerada num ponto do campo gravitacional.

    Por outro lado, o objetivo do livro online da Mecânica Global não é mais do que a aplicação dos mesmos princípios filosóficos e da mesma equação fundamental da Teoria da Equivalência Global ao estudo da estrutura da matéria e da Física de Partículas ou Física de Altas Energias.

    O desenvolvimento da Teoria da Equivalência Global proporcionado pela Mecânica Global melhorou a compreensão de numerosos conceitos sobre a força e o campo gravitacional que permitiram a modificação ou matização das Leis de Newton da inércia, da força e de ação e reação.

    Lei da Gravidade Global  Fórmula da Lei da Gravidade Global

    Por outra parte, uma pequena correção da Lei da Gravitação Universal de Newton proporciona-nos uma fórmula da atração gravitacional alternativa.

    Da mesma forma, incluem-se no apartado Experiências de energia as comprovações quantitativas do denominado efeito Merlim ou segunda componente da atractis causa da Lei da Gravidade Global e algumas reflexões sobre os seguintes fenômenos naturais:

    • As lentes gravitacionais.
    • A precessão do periélio de Mercúrio.
    • Desvio para o vermelho da luz e outros processos gravitacionais.
    • As ondas gravitacionais.

 

© 2009 Todos os direitos reservados