IX.e) Caráter dominante e leis da herança de Mendel

Leis que regem a herança biológica, deduzidas pelo biólogo austríaco e religioso agostiniano Gregório Mendel e expostas na sua obra Investigações sobre os híbridos nas plantas (1865).

Juntamente com as teorias da evolução propriamente ditas, encontra-se a Teoria de Mendel sobre a herança genética, cujos elementos fundamentais são a combinação dos genes e o seu caráter dominante ou recessivo.

A Teoria de Mendel condensa-se nas duas leis da herança seguintes:

  • Lei da excisão.

    Os fatores herdados dos progenitores estão reunidos no híbrido resultante e separam-se quando este elabora as suas células sexuais, ao chegar ao estado adulto.

    Lei da excisão Teoria de Mendel

    Para uma melhor compreensão desta lei de herança da Teoria de Mendel vejamos o seguinte exemplo de cruzamento das variedades brancas e vermelhas da planta chamada Bela de Noite.

    • Na primeira geração, todas as flores são rosa. Na seguinte, haverá uma branca, duas rosa e uma vermelha.

    • Na terceira geração, se se misturam as brancas entre si, darão brancas, as vermelhas darão vermelhas e as rosas voltarão a repetir os resultados da segunda geração de híbridos.

  • Lei de caráter dominante.

    O caráter dominante não destrói no híbrido o caráter recessivo, simplesmente eclipsa-o.

    Vejamos o exemplo do cruzamento de ratos brancos e cinzentos.

    Na primeira geração, todos os ratos são cinzentos, na segunda haverá uma branca e três cinzentas.

    • Na primeira geração, todos os ratos são cinzentos, na segunda haverá uma branca e três cinzentas.

    • O aparecimento de ratos brancos na proporção de 1 a 4 na segunda demonstra que o caráter branco (recessivo) não foi destruído mas permanece oculto.

      Lei de caráter dominante de Mendel

    Para maior clareza desta lei do caráter dominante só se considerou um caráter (monohibridação), mas podem considerar-se dois ou mais (dihibridação ou polidihibridação) e o processo será semelhante ainda que as combinações possíveis crescessem em proporção geométrica.