María José T. Molina

TGECV

TEORIA GERAL DA EVOLUÇÃO
CONDICIONADA DA VIDA

Teorias da origem do homem: Criacionismo, lamarckismo e darwinismo

Teorias da origem do homem: Criacionismo, Desenho Inteligente, teoria de Lamarck ou lamarckismo e darwinismo ou teoria da seleção natural.

IX. TEORIAS DA ORIGEM DO HOMEM

Em seguida expõem-se brevemente as ideias gerais da evolução e as teorias da origem do homem como são:

  • Criacionismo.
  • Desenho inteligente.
  • Teoria de Lamarck.
  • Teoria de Darwin.
  • Leis de Mendel.
  • Neodarwinismo da Teoria Sintética e do Equilíbrio Pontuado.
  • Teoria Geral da Evolução Condicionada da Vida.

Uma análise crítica das teorias da origem do homem encontra-se no título III.

IX.a) Criacionismo e outros conceitos teológicos da evolução

O Criacionismo ou Teoria Criacionista juntamente com as restantes teorias com conceitos teológicos da evolução, pela sua própria natureza, a través da teologia estudam e definem de uma ou outra forma a vida, a origem do homem, o seu destino e, em definitivo, a sua evolução.

A intenção na é a explicação de outras correntes filosóficas ou religiosas com conceitos teológicos da evolução, com maior ou menos grau de influencia do essencialismo ou do evolucionismo, mas sem de expor estritamente outras teorias da evolução e origem do homem de caráter científico.

Ainda que também não se tenha provado cientificamente a não existência de um ser Divino, a meu ver, o criacionismo e estas teorias da origem do homem não têm caráter científico pela própria essência do conceito de ciência; o que não quer dizer que uma pessoa não possa estar convencida da dita existência e não só um ato de fé.

IX.b) Desenho inteligente 

Recentemente apareceu o movimento ou teoria do Desenho Inteligente como uma atualizarão ou modernização do Criacionismo; os inícios de dito movimento dão de 1991 ainda que tenha profundas raízes criacionistas e da teoria de Lamarck.

Ainda que não esteja estruturado como uma teoria formal, o referido movimento distancia-se do Criacionismo ou Teoria Criacionista assim que pretende explicar a evolução dentro do âmbito da investigação científica, por isso o separo das teorias propriamente religiosas.

Tenho que admitir que, por vezes, os defensores da teoria de Darwin e da ciência ortodoxa me lembram a clássica instituição da Santa Inquisição e, portanto, têm tantas ligações religioso-filosóficas como a própria corrente ou teoria do Desenho Inteligente ou inclusivamente do Criacionismo mais ortodoxo.

IX.c) Teoria de Lamarck (Lamarckismo) 

Doutrina evolucionista exposta pelo francês Lamarck, em 1809, na sua Obra Filosofia Zoológica.

De acordo com a teoria de Lamarck ou Lamarckismo, a evolução das espécies estaria na seguinte sequência de fatos:

  • As mudanças ambientais originam novas necessidades.
  • Estas determinam o uso ou desuso de uns ou outros órgãos.
  • Tais órgãos desenvolvem-se ou atrofiam, respectivamente.
  • Os caracteres assim adquiridos são hereditários.

Jean-Baptiste de Monet
Lamarck (1744-1829)
(Imagem de domínio público)  Lamarck

Esta teoria era portanto também uma teoria sobre a origem do homem.

A teoria de Lamarck ou lamarckismo costuma condensar-se na frase: a função cria o órgão e a herança fixa a mudança nos descendentes. Consequentemente, a origem do homem seria o pensamento dos macacos.

O exemplo típico que se coloca para explicar a teoria de Lamarck é a evolução do pescoço da girafa devido ao esforço de comer folhas das árvores.

IX.d) Teoria de Darwin da seleção natural 

Teoria biológica da seleção natural exposta pelo naturalista inglês Charles Robert Darwin na sua obra fundamental A Origem das Espécies, em 1859.

Em relação à doutrina evolucionista de Lamarck, Darwin propôs como motor básico da evolução a seleção natural que se poderia resumit nos seguintes pontos:

  • Os indivíduos apresentam variações.
  • A escassez de alimentos obriga-os a lutar pela existência.
  • Os indivíduos dotados de variações vantajosas têm mais probabilidades de alcançar o estado adulto, reproduzir-se e legar as referidas variações à sua descendência.

Do ponto de vista da filosofia, a teoria da seleção natural de Darwin baseia-se na corrente denominada emergentismo.

Posteriormente, Darwin acrescentou na sua obra A Origem do Homem e a Seleção Sexual (1871) um novo fator, a seleção sexual, mediante a qual as fêmeas ou os machos escolhem como casal os que apresentam qualidades mais atrativas.

 

 
 
 
© 2000 Todos os direitos reservados