1. EVOLUÇÃO E MÉTODO CIENTIFICO

1.a) Novo paradigma em evolução

O avanço da ciência ao longo da história está marcado por grandes revoluções, produzidas principalmente pelo achado ou explicação de fenômenos naturais, a formulação de teorias e o desenvolvimento de novas tecnologias.

Normalmente, estes grandes saltos da evolução da ciência estão associados a nomes como Aristóteles, Pitágoras, Galileu, Newton, etc., mas há que reconhecer que, sem menosprezar estes gênios da humanidade, as suas descobertas ou teorias foram também fruto da cultura e do ambiente científico da sua época.

Também não podemos esquecer a influência que tiveram e têm as correntes filosóficas  e religiões nas diferentes civilizações, por outro lado, muitas pessoas pensam que cada passo dado pela ciência situa o ser humano mais perto das referidas ideias filosófico-religiosas.

A percepção, a intuição e a lógica são as três armas utilizadas pelo homem para aumentar o seu domínio sobre a natureza. Como veremos o denominado método científico tem três variantes principais baseadas nestes três instrumentos.

Neste sentido, a percepção e a lógica são os conceitos extremos enquanto a intuição se situaria no meio; permitindo esta última a formulação de teorias que superem em alguns casos as desenvolvidas através da lógica e da percepção ou da combinação de ambas. Em certa medida toda a teoria é uma combinação das três.

O objetivo deste livro é apresentar a Teoria Geral da Evolução Condicionada da Vida, fruto das inquietudes sobre conceitos fundamentais da vida e sua evolução que todos temos em maior ou menor grau; ao longo dos últimos anos foram-se formando um conjunto de ideias vagas e inconexas, mas que tinham um profundo sentido e, em alguns casos, eram mais poéticas do que científicas.

Observar-se-á que, em todos os momentos, se tentou evitar a utilização de termos estritamente científicos para facilitar a sua compreensão, sem menosprezar a precisão do vocabulário utilizado.

Sem dúvida, o campo da reflexão foi tão grande e variado, abarcando desde as partículas elementares e a energia, passando pela evolução genética, a diferenciação sexual, o cérebro humano e sistemas complexos que conceitualmente se comportam como se se tratasse de seres vivos, que forçosamente algumas das ideias serão errôneas ou incorretas e outras serão conhecidas com anterioridade.

 Em definitivo, a criatividade, por pequena que seja, necessita assumir certo risco para afirmar se. Em qualquer caso, todas as ideias representam, pelo menos, um elemento de reflexão no longo caminho do conhecimento científico.

Nesta segunda edição, incluiu-se uma série de notícias de ciência, especialmente referentes à evolução biológica, que apareceram nos últimos anos e posteriormente à redação inicial da Teoria Geral da Evolução Condicionada da Vida (TGECV), com as que se pretende oferecer uma visão de o quê, como e quando chegam ao público alguns dos avanços do conhecimento científico que se vai produzindo. E, obviamente, como se confirmam algumas das proposições da Evolução Condicionada que pareciam nessa altura (1992) pequenos disparates ou estranhas elucubrações do autor do jogo grátis de bilhar Esnuka, onde estava incluída a teoria formando parte das instruções do mesmo.

Escada em caracol
Escada em caracol

Da mesma forma, a referida teoria da evolução apresenta numerosas linhas de investigação e desenvolvimento de uma ampla temática, à luz das propostas inovadoras colocadas pela mesma.

Em particular, um desenvolvimento direto da Evolução Condicionada foram os quatro livros digitais grátis em linha em que se dividiu a exposição da Teoria Cognitiva Global; por abordar as duas teorias o tema central da inteligência, os seus mecanismos, origem e evolução a partir de diferentes perspectivas.

O Estudo IDI, com a cautela que merece o tema, demonstra-se cientificamente a existência de uma evolução finalista ou teleológica.

Também aparece um livro sobre o Método Científico Global, no referido estudo investigam-se empiricamente considerações importantes relativas à evolução e ao cérebro.